You are currently browsing the category archive for the ‘Rodada’ category.

Pouco se fala do começo de carreira do Deco antes da sua ida precoce à Europa. Jogou no Corinthians, tem carinho pelo clube… E só. Por isso, conversamos com pessoas que acompanharam o começo (começo mesmo!) da carreira do jovem luso brasileiro, e que falaram da relação forte com o adversário desta quarta-feira. Tem até foto do meia ainda criancinha vestindo camiseta do Corinthians!

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

 

Anúncios

Vou começar pedindo desculpas pela ausência nesses últimos dias. Muita correria… Mas vamos lá!

Há mais ou menos um mês, após um treino conversava com o (boa gente) Dorival Junior, tentando entender o motivo dele segurar o Keirrison por tanto tempo. Ele me explicava que não queria queimar o jogador, porque sabia que K9 sentiria todo o tempo afastado dos gramados. Até citei o exemplo de Cicinho, que passou um ano e meio na Roma sem sequência, e quando chegou ao São Paulo não correspondeu. Ele concordou.

Dorival fez o que pôde para poupar seu atacante, e mesmo quando o lançou, ele ainda deixou muito a desejar. Neste domingo, enfim, marcou. É bom destacar que Keirrison ainda tem um longo caminho a ser percorrido… Mas será que a falta de ritmo de jogo é o único fator que o prejudica?

Ouvi um comentário interessante hoje: o estilo rápido de jogo do Santos nunca foi o do camisa 9, que aposta mais no bom posicionamento. Keirrison seria o suposto substituto de André, mas a comparação não vale: atualmente na Ucrânia, o ex-companheiro de Neymar voltava muito mais para buscar a bola.

À parte do condicionamento e do ritmo de jogo, é preciso avaliar o que deve se esperar de Keirrison. Vale a reflexão.

Vergonha: Não posso deixar passar em branco a atitude vergonhosa da polícia local em agredir Marquinhos na saída de campo. Não é a primeira vez que vimos policiais interferindo de forma absurda em acontecimentos de dentro do campo. Polícia é pra ser solução, e não pra criar problema.

Guardadas as proporções, também não podemos deixar de destacar a atitude de Neymar no final da partida. A discussão com João Marcos, do Ceará, que gerou todo o tumulto, era totalmente desnecessária. Seu estilo de jogo é provocativo, e ele vai ter que aprender a lidar com quem ele acaba tirando do sério.